sábado, 24 de novembro de 2012

Grupo São Joseense em de tour pela Route 66 nos Estados Unidos


Grupo de motoqueiros de São José dos Pinhais



A conversa começou em novembro de 2011, quando em um passeio de moto até a Lapa cidade da região metropolitana de Curitiba, estávamos em um grupo de 8 motoqueiros quando surgiu a ideia baseado no filme motoqueiros selvagens, vamos fazer uma viagem mais longa, em primeira mão, já foi mencionado a ida aos Estados Unidos pela lendária e fascinante route 66. Fomos amadurecendo a ideia depois de muita pesquisa e coleta de informações resolvemos dar inicio a nossa sonhada viagem.
O primeiro desafio foi montar o roteiro, depois de muita consultas decidimos que seria inviável faze-la inteira pois ela começa em Chicago e termina em Los Angeles propriamente na praia de Santa Barbara, aproximadamente 4000 km de estrada, então decidimos que faríamos somente um trecho da estrada entra Los Angeles e Las Vegas.
Primeiro passo definido, estipulamos a data de saída, vimos o período e definimos os hotéis, entramos em contato com a locadora de motos, e afinal tudo pronto, começamos a pagar o pacote.
Conversamos com os amigos e o grupo estava definido contando com 12 motoqueiros distribuídos em motos Harley Davidson, Fat Boy, Electra, Sportster e BMW, e para nossa surpresa o grupo cresceu e acabou ficando em 31 pessoas dai distribuídas em carros como Vans e Mustang  conversível.
Aguardando o dia da viagem, ao longo deste tempo fizemos algumas reuniões para estreitar os laços de amizades entre os integrantes do grupo.
Chegado o dia da tão sonhada viagem, saímos de São José dos Pinhais as 06h da manha do dia 13 de outubro e chegamos em Los Angeles no mesmo dia as 23h, nos dirigimos ao hotel Sheraton Gateway, tivemos uma noite de descanso porém com muita ansiedade pois no dia seguinte seguiríamos nossa viagem a bordo das maquinas, por volta das 9h pegamos o receptivo com destino a locadora, para pegarmos as maquinas, saímos aproximadamente as 11h seguindo com destino a San Bernardino na loja Chaparral uma das maiores da região com aproximadamente 1000 metros quadrados de assessórios para moto, definida as compras vamos seguir para Victorville, aonde iniciamos a Route 66 ate Barstow, batemos algumas fotos na tradicional escrita no asfalto da surrada 66, seguimos para Las Vegas cidade dos neons, chegamos as 21h nos hospedamos no Hotel Excalibur.
No dia seguinte cansado da viagem porem orgulhoso e ansioso, seguimos para a represa de Hoover Dam, represa do Grand Canyon, neste dia fizemos um passeio maravilhoso por Las Vegas de dia, seguimos a Hoover, o local e magnifico pudemos desfrutar de momentos únicos, passamos em cidades pequenas como Handerson, e chegamos a barragem, linda maravilhosa indescritível, foram as palavras da maioria dos 12 motoqueiros que ali estavam, depois deste passeio resolvemos conhecer a represa do alto, pegamos um passeio de helicóptero e saímos do chão, voltamos a Las Vegas para curtirmos a noite shows e cassinos ¨de dia Las Vegas é quente, mas a noite ferve¨ são o que dizem os apaixonados por Vegas.
Las Vegas, cidade dos neons, cidade criada dentro de um deserto aonde não existe nada porem encantadora, Hotéis temáticos, aonde reproduzem pontos turistícos mundias, então temos as piramides do Egito representado pelo Hotel Luxor, Veneza representado pelo Hotel Venetian Resort e Cassino, e assim por diante, todas as noites ao publico em diferentes horários e exibido gratuitamente shows como o show das águas do Hotel Bellagio. Las Vegas é mesmo um show, mas não para todas as idades, porque para as crianças se torna uma cidade bem exorbitante com muita jogatina e prostituição, mas deixando os problemas a parte, uma cidade linda e um povo pra la de educado e honesto, seguimos.
No outro dia ainda em Vegas o grupo se dividiu, seguindo metade para Grand Canyon West e metade para Valley of Fire (vale do fogo), mas o melhor estava por vir, no ultimo dia teríamos que acordar cedo para entrega das motos em Los Angeles ate o meio dia, ciente que seria em torno de 500 km resolvemos sair as 5h da manha daquele belo dia 18 de outubro, depois de acordar os atrasados conseguimos sair por volta de 6h da manha para pegarmos a freeway 15 com destino a Los Angeles, aos que pensam que nesta região somente faz calor, nas estrada neste trecho antes do sol esquentar chegamos a pegar frio de 8 graus, passado este momento difícil chegamos próximo a cidade de Yermo, aonde uma das motos a Harley Electra do JJ quebrou iniciamos o conserto ajudado pelo experiente Pêpe, um dos integrantes do grupo de motos 3 roda de Curitiba, depois de consertado a maquina seguimos a cidade fantasma de Calico, aonde chegamos por volta de 11h da manhã, belissíma cidade do velho oeste com todas as suas características locais bem definidas, aquelas cidadezinha dos filmes americanos, belissímo passeio, seguimos a Los Angeles pela route 66 entre Bartows e Victorville, paramos para muitas e muitas fotografias ao longo da route 66, o grupo conta com um acervo de 2000 fotos algumas bem tiradas e outras nem tanto, bom devido a quebra da moto Electra fomos agraciados pelo locadora para chegarmos mais tarde a Los Angeles, e foi o que fizemos acabamos por chegar as 17h para a entrega e despedida das motos, depois de muitos choros, porem uma belissíma recepção por parte do pessoal da locadora Apextravel regado a muita cerveja, porque ate então não haviamos tomado nada porque as leis dos EUA, são bem rigidas quanto ao descumprimento das mesmas, deixamos a locadora e voltamos ao hotel Sheraton, aonde pudemos descansar pois ficamos aproximadamente 11 horas em cima da moto, mas mesmo com todo o cansaço físico, o grupo era só alegria, pois o passeio como um todo, apesar de alguns contratempos foi mesmo maravilhoso.
Nos outros dias alugamos mais um carro, ficando com 2 vans de 8 lugares, 1 mustang conversivel e 1 van de 12 lugares, aonde iniciamos alguns passeios por Los Angeles, como Disneyland (primeiro park da disney), Universal Studios, Sea World, Hollywood (com a famosa calçada da fama e seu letreiro), Malibu (cenário de vários filmes) e o Final da route 66 em Santa Barbara aonde tivemos a felicidade de pegar o certificado de comprovação que transitamos pela lendária route 66
Damos como encerrada nossa viagem com aquele gostinho de quero mais, digo que voltaremos com certeza

Não posso deixar de agradecer e nominar todos os aventureiros do grupo então vamos começar:

Ubirajara, Mariel, Leticia e Larissa Santos, Katia, Milena e Marina Foggiatto, Viviane e Cassiano Mizerkowski, Minha esposa Ana Paula Batistoti, minhas filhas Aline e Iasmin Santos, Rene e Romilda Almeida ,Hermes e Igor Foggiatto, Claudemir e Solange Gibrim

E os motoqueiros
Irapuan Santos, Jackson Mizerkowski, Paulo Foggiatto, Helcio Bino, Rubens (Roda presa) Neves, Frederico Fedatto, Jeferson Pires, Jeferson Gonçalves Pires, Ronaldo Macedo, Diego Maciel e os integrantes do grupo de motoqueiro terceira roda de Curitiba, Edinei Cruz (da STR), Pedro Amorin e Vilmar Shwartz.

Obrigado companheiros e ate a proxima aventura.
Irapuan Cortes Santos
















BARCO PRÍNCIPE DE JOINVILLE III


Horário e local de embarque: A partir das 9:30 horas – Pier no bairro Espinheiros – Joinville/SC
Horário de Saída: 10:30 horas
Roteiro: Passeio pela baia da Babitonga, passando por entre as 14 ilhas, área do porto e centro histórico de São Francisco do Sul com parada de 01:30 horas para visitação.
Horário de Chegada: Entre 15:00 e 15:30 horas é a previsão de chegada em Joinville.
A bordo: Temos três bares, piscina e show com nosso artista apresentando vários personagens, no 3° deck com vista para o 2° deck . Durante o passeio também é servido almoço, já incluído no preço da passagem. Bebidas, sobremesas, petiscos etc.são cobrados a parte.
Cardápio: Filé de peixe grelhado, camarão ao molho, coxa e sobrecoxa de frango grelhada (sem pele e sem osso), escalope de carne ao molho madeira e acompanhamentos como: arroz, espaguete, saladas, maionese e etc.
Segurança: O Príncipe de Joinville III tem capacidade para 350 pessoas com todo conforto e segurança. Cumprindo todas as exigências da Marinha, dispõe de equipamentos de salvatagem como aparelhos flutuantes infláveis e coletes salva vidas para todos os passageiros. Possui também equipamentos de última geração para navegação por instrumentos se necessário. Tudo isso é periodicamente inspecionado pela Marinha do Brasil com o máximo de rigor, de acordo com normas internacionais.
Preço Individual: R$ 128,00 consulte descontos para mais pessoas.
Grupos: A partir de 10, 20 ou 40 pagantes, temos preços diferenciados com descontos especiais.
Observações: Tendo em vista que o barco opera com quaisquer condições de tempo, salvo fenômenos climáticos excepcionais, não serão aceitas transferências ou cancelamentos da reserva. Caso o passageiro não queira fazer o passeio conforme o tempo se apresentar, não deverá adquirir a passagem ou efetuar depósito e sim esperar que amanheça o dia e se ainda tivermos disponibilidade, poderá pagar na hora do embarque.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Mariner of the Seas - 1º vez no Brasil



























A sensação de muitos apaixonados por navios, foi a chegada e a saida, nesta terça feira dia (15),





do primeiro Navio classe Voyager a navegar no Brasil , ( Mariner of the Seas), ao Porto de Santos (SP).






A primeira viagem no Brasil do Mariner of The Seas terá a seguinte rota: saída do porto de Santos com destino ao Rio de Janeiro e Salvador, e então de volta a Santos.

Sendo um dos maiores navios já construídos com 48 m de largura e 311m de comprimento, pode chegar a pesar 142.000 toneladas, e navega com uma velocidade de 22 nós.

O navio tem capacidade para 3.835 hóspedes com 1.557 cabines e 1.235 tripulantes.

A estrutura do navio é fantástica: um ambiente luxuoso, moderno e espaçoso. As cabines (internas, externas e com varanda) possuem tamanho ideal. A grandiosidade do Marine of The Seas é exemplificada pelo seu salão de jantar, que é composto por três andares, e o seu teatro, o Royal Promenade, que possui quatro decks de altura, com muitas opções de compras, alimentação e diversão.

O leque de atividades recreativas e entretenimento também é grandioso, sendo que há três piscinas e seis jacuzzis tematizadas por ninguém menos que o artista plástico Romero Britto. Além disso, há um campo de Mini-Golf, o Casino Royale, o Teatro Royal Promenade, a pista de patinação no gelo, a parede de escalada, e a Mariner Fay Spa & Fitness Center, entre outros.

O Marine of The Seas também fará viagens de duas noites no dia 11 de março 2011, saindo do porto de Santos com destino ao Rio de Janeiro e retornando.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

PUNTA DEL ESTE....

Excursões e Circuitos turísticos
Punta del Este, muito mais que sol e praia

A grande diversidade de paisagens e relevos fazem de Punta del Este um lugar único onde em um raio de 100 Km. encontram-se as verdes serras e o mar, rios e arroios maravilhosos onde se realizam atividades esportivas e passeios de aventura.

Porém, a cidade é conhecida somente pelas suas belas praias, suas pessoas maravilhosas e seu destaque na segurança.

Os que se aventuram a percorrer suas vírgens serras apaixonam-se automaticamente do lugar adquirindo inclusive suas terras para a construção das chácaras marítimas e construir um lugar dos sonhos. Esse é o caso de muitos famosos que se instalam nestes paraísos de paisagens incríveis com vistas intermináveis, arroios de água pura e uma vegetação nativa tão excelente quanto variada.

Também suas cidades próximas como Maldonado, Piriápolis, Minas, Rocha, La Paloma, Aiguá, inclusive a capital do Uruguai, Montevidéu são destino dos circuitos de dia completo tanto para visitar seus monumentos, especial arquitetura, tours fotográficos, etc.

Em Punta del Este realiza-se todo tipo de turismo: de férias, residencial, de aventura, místico, esportivo, Cultural, recreativo, turismo saúde, encontros empresariais entre outros.
Circuitos turísticos mais destacados:

Isla de Lobos
Isla Gorriti
Vinhedos "de la Ballena"
Parque Mancebo
Casapueblo
As Grutas "de la Ballena"
Avistagem da Baléia Austral
Torre do Vigía
Las Cumbres
Marco de los Reyes
Cuartel de Dragones
Cachimba del Rey
Catedral de San Fernando
La Capilla
Faro de Punta del Este e José Ignacio
Chácara La Pataia
La Narbone
Castillo de Piria
Cerro del Toro
Los pozos de agua
Cerro Pan de Azúcar
Atravessar em balsa
Passeios a Cavalo em José Ignacio
Pesca embarcado
Cabo Polonio
Bosque de ombús
Fortaleza Santa Teresa
Punta del Diablo



















Punta del Este, à altura dos mais exclusivos balneários do mundo, está consagrado como o destino turístico da América do Sul escolhido pelo jet-set internacional.
Particulares encantos como suas praias, suas paisagens, sua ampla oferta gastronômica e de lazer, igual que sua vida noturna, fazem dele num lugar que apaixona. Ideal tanto para os que procuram absoluta tranqüilidade como para aqueles que desejam praticar todo tipo de atividades durante as 24 horas do dia.
Punta del Este é uma cidade de múltiples atrativos que tornam ela um importantíssimo destino turístico em nível internacional.
Uma das suas principais vantagens é que não é apenas um lugar de belas paisagens senão que possui a infra-estrutura e os serviços necessários para proporcionar ao turista mais exigente tudo aquilo que possa desejar, estando à altura dos melhores balneários do mundo.
Possui 70 kilómetros de costa oceânica com praias de areia fina e clara, médãos, águas calmas e também agitadas.
Durante o verão nas praias funcionam aconchegantes paradores com excelente gastronomia, música, aulas de ginástica, salas de massagens, atividades para crianças e onde é freqüente encontrar-se com famosos do jet-set principalmente argentino e regional. Também existe a opção de chegar numa praia deserta onde não se irá encontrar com ninguém.
O centro geográfico e comercial da cidade chama-se "Península" ou também conhecida pelos habituês como "la Punta", recebe seu nome pela sua forma geográfica de terra que se adentra no oceâno.
Essa ponta divide a zona da "Praia Mansa", chamada assim porque suas águas são tranquilas, da chamada "Praia Brava" por ser a parte de águas com ondas. Dentro da zona Mansa encontram-se as praias de "Las grutas", "Punta Ballena", "Solanas" e "Chihuahua", entre outras.
Do lado da Brava, encontram-se "El Emir", "La Olla", "Los Dedos" e continuando um pouco mais ao este encontram-se "Manantiales", "La Barra" e "José Ignacio", as zonas mais de moda e mais valorizadas comercialmente nestes últimos anos. "La Barra" e "José Ignacio" são antigos e pequenos povos de pescadores que por sua paz e suas pintorescas paisagens de pequenas ruas de terra e casinhas brancas sobre o mar, cativaram a atenção do público mais seleto de Punta del Este. Hoje, ficam poucos terrenos perto do mar e foram construídas amplas residências de arquitetura moderna e de desenho.

Na Península encontra-se o Porto de Punta del Este onde chega todo tipo de embarcações tornando-se num passeio obrigatório para todos os seus visitantes. Cada vez chegam maiores cruzeiros que o escolhem como destino para que seus passageiros descam para desfrutar de um passeio de compras, gastronomia e lazer. De frente ao Porto funciona o Yacht Club que reúne aficionados às atividades náuticas durante o ano todo.

Próximas à Península encontram-se duas ilhas, a Ilha "de Lobos" e a Ilha "Gorriti".

A primeira possui uma reserva natural de lobos marinhos e é possível visitá-la em barcos e lanchas que saem do Porto. A segunda possui um amplo bosque de pinheiros e dois paradores com restaurantes de comida internacional onde nunca faltam peixes e mariscos.
Tradicionalmente o público que chegava a estas costas era da região, principalmente argentinos, brasileiros e chilenos, quem contribuiram invaloravelmente no desenvolvimento e divulgação deste balneário.

Atualmente visitam esta cidade cada vez mais norte-americanos e europeus atraídos pela magia deste lugar que combina como poucos no mundo a possibilidade de encontrar praias e terras vírgens no marco de uma cidade moderna com excelente nível de infra-estrutura e serviços, alojamento, lazer, segurança, custos e qualidade de vida.

A população local, de descendência principalmente européia, faz que os visitantes do primeiro mundo sintam-se plenamente à vontade num lugar que social, cultural e até arquitetônicamente torna-se familiar, onde os usos e as costumes são semelhantes e as pessoas estão acostumadas a ser serviçais e amenas com os estrangeiros.
A maioria dos habitantes fala o idioma inglês, isso facilita muito aos turistas do mundo todo o relacionamento e circulação pela cidade.
Punta del Este possui cerca de 155 restaurantes e 100 hotéis. Como em outras partes do mundo, a gastronomia e a hotelaria têm evolucionado para uma indústria de excelência em hospitalidade. Muitos dos hotéis possuem todas as instalações e serviços para proporcionar estadas inesquecíveis e os mais modernos estão preparados para isso durante o ano todo.

A gastronomia de autor tem adquirido uma grande importância e excelentes chef’s têm instalado suas propostas nesta cidade. Lembre-se de que o Uruguai é um país produtor de carne de exportação de primeira qualidade, portanto é possível desfrutar de um excelente churrasco nos tradicionais restaurantes "Parrilladas".

Em Punta del Este, como em quase todo o Uruguai, é possível pagar na maioria das lojas comerciais tanto em moeda nacional quanto em dólares americanos. Existem muitas casas de câmbio e caixas eletrônicas pela cidade toda, onde com uma boa atenção e serviço é possível realizar a transação que se deseje praticamente a qualquer hora do dia. Também existem sucursais dos principais bancos e cartões de crédito internacionais.

Além disso, Punta del Este é uma cidade aberta ao Arte, pois foram instalados muitos Ateliers de artistas locais e regionais que escolheram ela pela paz que proporciona durante o ano para trabalhar em suas obras e o movimento da alta temporada para dar-se a conhecer.
Entre outros, também conta com os museus "Casapueblo”, a obra mais impressionante do renomeado artista uruguaio Carlos Paéz Vilaró sobre o lombo de "Punta Ballena” e o Museu "Ralli” no exclusivo bairro residencial de Beverly Hills, que possui pinturas e esculturas de artistas latino-americanos contemporâneos e com uma série de esculturas de Salvador Dalí, únicas no Uruguai.

Para aqueles que desfrutam das atividades esportivas e ao ar livre, esta cidade proporciona múltiplas opções. Durante o verão é possível participar de campeonatos de Golfe em seus diferentes campos, regatas de várias categorias, maratonas, rally 4x4, as mil milhas de carros de coleção, campeonatos de tênis, etc.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

SEBASTIÃO CORTES...


A dor de uma saudade...

Saudade é uma fonte inesgotável que alguém depositou no coração de outro ser, alguém deixou carinho, amor, atitudes de amigo, compreensão, entendimento, entusiasmo, brandura, quietude, envolvimento, preencheu espaços vazios ou ainda nunca explorados, fortaleceu a ligação do físico com o espiritual pois engrandeceu a força vivente que estava adormecida e inerte. Um dia alguém, de repente, precisou partir, sem aviso, sem despedida, saiu de cena, partiu da matéria física e se transformou em foco de luz. Uma luz de diversas dimensões conforme sua evolução, conforme sua sabedoria, não levou nenhum bem material, não levou nenhum documento para passagem, não levou nenhuma foto ou lembrança física para colocar na prateleira. Mas de modo significativo deixou marcas profundas em quem ficou, deixou rastros de pensamentos, gestos e carinhos. Deixou a saudade de forma encaixada e definitiva na prateleira mais alta do coração de quem ficou e sabem qual o motivo desta saudade que, embora perfeita, iluminada e vivaz, provoca dor e queima sempre todos os dias?

Porque quem ficou lembra e vive os momentos de alegria e plenitude que o ser amado depositou em seu coração. Não lamente a distância da saudade, não despreze a ligação infinita que uniu estas duas ou mais almas, pois quem partiu terá o seu coração na sua prateleira e jamais esquecerá da sua imagem que provocou a mesma lição de amor e beleza aonde estiver.

A força da saudade quando iluminada por entendimento, aos poucos transformará a dor que queima em amor que exalta a alma sem precedentes. Em amizade que nutre e se transforma em fonte colorida de desejos e sonhos para o dia seguinte. Quem partiu e deixou rastros amorosos, jamais sairá de um jardim perfumado e enviará pelo afeto a quem ficou um reforço de esperança que a cada novo dia haverá motivos para sorrir, pois nada nem ninguém pode separar almas que unidas pelo encanto do afeto sentem que estão, estarão juntas em qualquer ponto do espaço, do tempo, do universo.

Não é preciso acreditar nesta união de afetos e sim apenas sentir e viver esta ligação, apesar de hoje quem ficou sente a saudade do afastamento, este sentimento não é de perda, não é de cobrança, não é de sofrimento, mas sim a certeza de quem partiu está e estará sempre ao seu lado, torcendo por seu progresso, clamando por sua evolução e enviando mensagens de alegria, de certezas, de empolgação para o coração de quem ficou. E assim aquele que ficou acordará com sorriso nos lábios e a sensação do abraço perdido e do beijo lembrado, que somente a alma pode exortar com a certeza do sentimento sempre vivo e radiante.

Ninguém perde um amigo, um familiar, um animal de estimação para a morte, pois o estágio da morte é um transporte que todos os seres criados pela força divina precisam trilhar para alcançar a desculpa da saída, mas é apenas uma transição depois de um trabalho contínuo, que somente quem deixou marcas profundas de amor e iluminação nos seus pares, nos seus familiares, nos seus companheiros de estrada, somente estes sentirão o trabalho completo e firmado.

Jamais chore por saudade, mas sim cante, exalte, envie o seu coração em forma de amor de luz, para todos aqueles que partiram na forma da morte, mas que chegaram e estão na forma divina do aprendizado e da magia que envolve a vida, em todos os sentidos sempre na direção do progresso e da união de muitos corações, pois assim o amor reúne em paz, em silêncio, sem preconceitos, sem ilusões, mas com a finalidade maior, transformar almas que sofrem em almas de fonte de luz, de amor, principalmente em almas que entendem que os encontros são acima de tudo retificações e consertos de algo que ainda estava inacabado.

Hoje quem ficou vai agradecer todos os encontros separados pela saudade e vai aplaudir quem partiu e deixou a fonte de luz e amor crescer. E quem partiu com certeza fará o mesmo. Pois sentimentos são trocados e vividos por corações conectados, nem a morte, nem o tempo separam o que o amor construiu e transformou em fonte inesgotável verdadeira como uma pirâmide resistente por séculos.

A dor de uma saudade quando vista por bons olhos se transforma em: "Que bom que eu tenho uma saudade, ela é minha força, a minha vontade, vou transferir este amor a todos que ficaram e estão no meu caminho, assim é e assim será, sem explicação, sem pensar, é a forma de sentir que vai espelhar o que recebi de quem partiu e o que vou dar a quem ficou, sem dúvida vou comemorar pois esta saudade vai acrescentar ao rumo da minha vida e vai clarear todas as minhas dúvidas, pois a minha fonte está crescendo a cada dia e vou agradecer por cada saudade que ainda vou viver, sentir, e compreender".

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

GRUPO DA MELHOR IDADE NAS CATARATAS


A Pastoral S. Jose- Grupo da Melhor Idade, em visita às Cataratas Argentinas, deslumbrando-se com uma das mais belas esculturas da natureza, considerada "a oitava maravilha do mundo".
A viagem programada pela YUP TURISMO e GOL contou com 50 participantes que se empolgaram com passeios compras e cassino, nestes dias de 15 a 18 de setembro. Prometem voltar muito breve.